Open Site Navigation
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

"Espritos Quânticos" organizado por Virgíla Ferrão lançado em Maputo

05/04- Escrito por Marcela Matimbe



Autores e público em geral testemunharam, no dia 01 de Abril, na Fundação Fernando Leite Couto, o lançamento da primeira obra de histórias em ficção especulativa africana, em Moçambique.

"Espíritos Quânticos: Uma jornada por histórias de África em ficção especulativa", organização da escritora Virgília Ferrão, através do blog "Diário de uma qawi", conta com histórias de 31 autores do universo literário moçambicano e de outros países africanos.

A obra aborda temas como crenças, necessidade de comunicar-se com o nosso íntimo, cuidado com a terra, experiências sobrenaturais reais e ficcionais dos escritores que compõem a obra.

"A obra explora o que há de mais invisível, confronta as nossas crenças e vai ao encontro da fantasia, mas num contexto africano. Já é momento de nós autores africanos trazermos escritos sobre ficção africana’’. Disse Virgília Ferrão na sua explanação no acto de lançamento.

Por sua vez, José dos Remédios responsável pela apresentação da obra, disse que "Espíritos Quânticos" é daquelas obras que confronta, persuade, mexe com as nossas crenças e leva-nos a um lugar invisível. “Esta obra mexe com aquelas experiências tidas como sobrenaturais’’ concluiu.

O livro organizado por Virgília Ferrão, em que se destacam autores nacionais, une duas gerações da literatura moçambicana e isso possibilita conhecer os dois contextos, são elas a realidade histórica, apresentada pela já estabelecida geração de escritores e depois uma nova visão que é trazida pela nova geração de autores. Quem assim o considera é Leo Cote, revisor da obra.

Entre os 31 escritores participantes da antologia "Espritos Quânticos", grande parte foi via concurso realizado em 2021 e outros foi a convite da organização, o que permitiu criar uma união de contadores de histórias de referência e mergentes, factor que dá outro valor à obra que já encontra-se disponível nas livrarias.

13 visualizações0 comentário