Open Site Navigation
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Paulina Chiziane

Paulina Chiziane nasceu a 4 de Junho de 1955, em Mandlakazi, província de Gaza. A partir de 1984 abraça a escrita, começando pelo conto, tendo como grande influência o avô, um contador de histórias nato. Começa por publicar alguns dos seus contos na imprensa moçambicana.

Em 1990, Paulina Chiziane torna-se a primeira mulher moçambicana a publicar um romance – Balada de Amor ao Vento. Seguiu-se Ventos do Apocalipse em 1993, O Sétimo Juramento em 2000 e o que é considerado o romance da sua consagração, Niketche: Uma História de Poligamia em 2002. A obra ganhou o Prémio José Craveirinha de Literatura, em 2003. Em 2008 publicou O Alegre Canto da Perdiz, seguido de As Andorinhas em 2009. Em 2013 inicia uma série de publicações de livros no âmbito de espiritualidade tradicional, a começar por Na mão de Deus e Por Quem Vibram os Tambores do Além, com Rasta Pita. Em 2014, foi agraciada pelo Estado português com o grau de Grande Oficial da Ordem Infante D. Henrique, forma de reconhecimento do mérito e obra da autora. Em 2015 publicou Ngoma Yethu: O curandeiro e o Novo Testamento, ao que seguiu, finalmente em cerca de 30 anos de carreira, um livro de poemas O Canto dos Escravizados, em 2017.

Nome completo: Paulina Chiziane

Cidade Natal: Maputo

Data de Nascimento:  4 de Junho, 1955

Género Literário: Romance, Conto

Balada de Amor ao Vento, 1983

O Sétimo Juramento, 1990

Ventos do Apocalipse, 1993

Niketche, Uma História de Poligamia, 2002

Obras em destaque

Outras Obras

  • Balada de Amor ao Vento, Maputo, 1ª edição, 1990; Lisboa: Caminho, 2003.

  • Ventos do Apocalipse, Maputo, 1ª edição do autor, 1993. Lisboa: Caminho, 1999.

  • O Sétimo Juramento, Lisboa: Caminho, 2000.

  • Niketche: Uma História de Poligamia, Maputo: Ndjira, 2002, Lisboa: Caminho, 2002.

  • As Andorinhas, Indico Editores, 2009

  •  O Alegre Canto da Perdiz, Lisboa: Caminho, 2008. ISBN 9789722119764.

  •  Na mão de Deus, Com Maria do Carmo Editora, 2013

  • Por Quem Vibram os Tambores do Além, com Rasta Pita, Índico Editores, 2013

  • Ngoma Yethu: O curandeiro e o Novo Testamento, Índico Editores, 2015

  • O Canto dos Escravos, Matiko e Arte, 2017

  • A voz do cárcere, com Dionísio Bahule

  • Prémio José Craveirinha de 2003, pela obra Niketche: Uma História de Poligamia

Prémios