Open Site Navigation
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Mélio Tinga nasceu em Maputo, Moçambique, a 29 de Junho de 1994. Escreve conto, novela e romance. Publicou «a engenharia da morte» (Edição independente, 2020 – edição da Caos e Letras, Brasil, 2021 – edição da Húmus, Portugal, 2021) e «O Voo dos Fantasmas» (Ethale Publishing, 2018). Participou das antologias: «Olhos Deslumbrados – Histórias de Maputo» (Fundação Fernando Leite Couto, 2020), «Memórias de Idai» (Fundza, 2020), «Idai – marcas em verso e prosa» (Gala-Gala Edições, 2020), «O Hambúrguer que Matou Jorge – Antologia de Contos Criminais Moçambicanos» (Ethale Publishing, 2017). Co-organizou «Contos e crónicas para ler em casa» – Volume I e II (Literatas, 2020). É colaborador permanente da Revista Literatas, membro do Movimento Literário Kuphaluxa e parte do projecto lusófono Mapas de Confinamento.

É Prémio Literário INCM/ Eugénio Lisboa 2020 com o romance «Marizza», foi finalista do Prémio 10 de Novembro 2019 com o livro de contos «Outro Dia a Nuvem Evapora» e prémio de letras de música SensaSons (2012). Estudou Educação Visual na Universidade Pedagógica e trabalha como designer de comunicação.

Nome do autor: Mélio Tinga

Nome próprio: Mélio João Tinga

Cidade natal: Maputo

Data de nascimento: 29 de Junho, 1994

Género Literário: Ficção narrativa

Mélio Tinga

Obras publicadas

  • a engenharia da morte, edição independente, 2020 | Brasil, Caos e Letras, 2021

  • Contos e crónicas para ler em casa – volume I e II (co-organizador, com Eduardo Quive), Literatas, 2020

  • O voo dos fantasmas, Ethale Publishing, 2018

  • 2020 – Prémio Literário INCM/ Eugénio Lisboa

  • 2019 – Finalista do Prémio Literário 10 de Novembro

  • 2012 – Prémio Sensasons de Letras de Música

Prémios e distinções

Galeria do autor